«

»

mar 19

Gestão Esportiva

 

Belo espetáculo esportivo

Não sou conhecedor da área e tão pouco tenho predileção por futebol, mas tive a oportunidade de assistir tempos atrás o jogo: Santos x Barcelona.

Fiquei realmente impressionado com a performance do time espanhol que deu muito trabalho ao time brasileiro, mostrando ao mundo um grande espetáculo esportivo.

Após o acontecido, andei lendo alguns artigos muito interessantes, que demonstram que até mesmo nos esportes é fundamental que uma GESTÃO profissionalizada e competente seja implantada.

Pelas informações que li, a base do time do Barcelona é formada por jogadores oriundos do próprio clube que investe maciçamente na formação de jovens, aproveitando-os no time principal.

Pergunto: Qual é a mágica adotada pelo Barcelona!

Aqui no Brasil temos craques fantásticos, o dinheiro corre solto, técnicos ganham muito bem e o resultado não é dos melhores (existem exceções).

De nada adianta possuirmos todos os quesitos básicos para podermos obter sucesso se a cabeça pensante é fraca. Em outras palavras é o que acontece quando quem comanda não sabe gerenciar e implementar ações motivadoras ao plantel.

O nível dos nossos jogadores é igual aos de lá, mas porque a coisa aqui não funciona a contento?

Caímos sempre nos mesmos problemas que enfrentamos com o setor empresarial, a falta de gestão de algumas organizações.

Bons técnicos são demitidos após alguns resultados negativos, os cartolas por pressões externas os demitem achando que com isto os problemas serão sanados, o que geralmente tem efeito contrário.

De quem é a culpa?

Posso garantir que não é do sofrido torcedor, dos jogadores e nem dos patrocinadores que bancam a conta e sim de dirigentes políticos que deveriam ser mais profissionalizados.

Algo semelhante acontecia tempos atrás na área de saúde, onde os profissionais que tocavam os empreendimentos não eram treinados para gerenciar hospitais, clínicas, laboratórios e planos de saúde. Devido a uma enxurrada de problemas, muitos médicos empresários estão estudando e aprendendo como gerir o setor.

Algumas faculdades de renome como o Inatel de Santa Rita do Sapucaí que atua na área de engenharia de telecomunicações criou a Bio Engenharia, curso voltado para o segmento de saúde, que é a aplicação de modernos conceitos de gestão lógica na saúde.

Michel E. Porter lançou anos atrás o livro: Repensando a Saúde, onde o Guru ensina as estratégias para melhorar a qualidade e reduzir custos no setor de saúde. Um verdadeiro banho de luz para quem comanda empresas do segmento.

Política Mineira –  Modernos Sistemas de Gestão

Também na política, estamos observando que em alguns estados, como exemplo Minas Gerais, partiu para a implantação de modernos sistemas de gestão pública e está conseguindo fazer com que a prática da política tenha competência empresarial e resultados positivos estão sendo alcançados.

São dois exemplos de que, com uma visão de gestão focada em resultados e transparência, conseguimos obter ganhos, minimizar perdas e consequentemente aumentando a eficiência e a satisfação dos usuários e participantes do processo.

Vale a pena que os clubes passem a adotar uma gestão profissionalizada e com metas rigidamente impostas e auditadas.

Não é necessário criarmos nada de novo, basta que o modelo de gestão de alguns clubes europeus seja adotado e adaptado para o Brasil.

Temos aqui no país instituições de primeira linha, como a Fundação Cristiano Otoni de Minas Gerais e a Fundação Getúlio Vargas que podem ser contratadas para ensinar como gerenciar um clube.

Não é justo que uma massa de torcedores seja agredida com desmandos e falta de capacidade gerencial de alguns dirigentes ávidos por fama, mas capengas em direção de entidades esportivo-sociais.

Vôlei bem gerido

Bernardinho do vôlei é um exemplo que pode ser seguido. Mostrou competência ao conduzir seus comandados na obtenção de dezenas de títulos.

O esporte é um forte elemento alavancador de mídia e se bem trabalhado consegue trazer doces frutos ao país, principalmente incentivando a juventude a seguir e trilhar este saudável caminho.

Quem sabe com a junção de Bernardinho com uma FGV ou mesmo com a Fundação Cristiano Otoni, consigamos desenvolver um moderno sistema de gestão empresarial, voltado para os nossos clubes brasileiros. Os ganhos por certo serão incríveis.

Material preparado para o Projeto Tocando sua Empresa – Palestra de Motivação

www.vitaleweb.com.br

 

2 comentários

  1. Daniel Grillo

    Olá Marcius,

    Lendo o seu texto me lembrei do texto que o zagueiro Paulo André, do Corinthians, escreveu: http://www.pauloandreoficial.com.br/site2/paginas/view_post_blog.php?post=80

    Acho que server como um complemento e afirma que já passou da hora do futebol brasileiro se profissionalizar.

    1. Marcius Vitale

      Caro Daniel

      Obrigado pelo contato.
      O artigo que você referendou é muito bom, irei divulga-lo.
      Um grande abraço e vamos em frente.

      Marcius Vitale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>