«

»

jun 04

Visão com Ação

Ponto ISP

O MUNDO DOS PROVEDORES DE ACESSO À INTERNET


“TEMOS QUE GRAVITAR NESSA PROFUSÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS, APLICATIVOS REVOLUCIONÁRIOS E COMUNICAÇÃO INSTANTÂNEA, ITENS QUE DEVEM SER OBSERVADOS E ACOMPANHADOS POR EXPERTS EM COMUNICAÇÕES DIGITAIS”

MARCIUS VITALE — 4 DE JUNHO DE 2020

COLUNISTA

   

*Marcius Vitale 


Nestes novos tempos, para participar com competência no mercado é necessário que os ISPs observem com atenção ao que denomino “Miopia Digital”.

Miopia digital é uma notória evidência da falta de visão do que vem ocorrendo na conjugação do marketing 4.0 com a IoT – internet das coisas e RPD – rádio peão digital.

Rádio peão digital – RPD 

Por definição, é um mecanismo real, utilizado pelas pessoas de um grupo, conectados numa rede social, para fazer circular informações que estas mesmas pessoas consideram importantes para suas necessidades.

A RPD é onipresente no mundo das comunicações digitais, não possui estrutura formal ou permanente, não está sob controle ou direção de integrantes, move-se em todas as direções dentro da rede mundial, onde todos os internautas podem dela participar.

Por ser totalmente informal e ter abrangência mundial, ela estende seus braços para todas as comunidades, invadindo todos os espaços conectados no mundo web.

Uma característica da RPD é que ela é infalível, responde a todas as dúvidas surgidas sobre determinado assunto de interesse.

Pela rádio peão transitam informações de todo tipo e o enfoque primordial é a circulação de rumores e boatos, as chamadas fakes news (notícias falsas).

Para o momento atual, temos que nos preocupar com os conteúdos veiculados nas redes sociais. Uma nota provocativa e/ou mesmo negativa pode macular a imagem da uma organização, sendo muitas vezes de difícil recuperação.

Um ponto relevante é que o acesso à informação ficou facilitado, fazendo com que o usuário fique dependente das notícias e conteúdos gerados por terceiros, fato este, que pode ser útil ou prejudicial à sua marca.

Finalmente, a última característica da RPD diz respeito a sua indestrutibilidade, isto é, mesmo contra o desejo e a boa vontade dos internautas pertencentes à rede, a rádio peão digital é indestrutível, justamente pela forte interação entre as pessoas conectadas.

Marketing 4.0 

É uma nova tendência para divulgação da sua linha de produtos e serviços e procura atender plenamente os sentimentos humanos dos consumidores, criando laços personalizados e duradouros com seu público-alvo, daí a necessidade de um rígido acompanhamento da sua imagem via rede.

O marketing 4.0 transforma os consumidores em embaixadores da sua marca, onde suas preocupações e anseios são considerados. Pontos importantes passaram a ser observados por eles, tais como: engajamento com o meio ambiente, causas sociais, sustentabilidade e ética.

IoT – Internet das Coisas 

Tudo está sendo conectado o tempo todo através da internet das coisas. O mundo se tornou pequeno e totalmente interligado, outra evidência que deve ser acompanhada, estudada e entendida por todos os ISPs.

Conjugação da RPD & Marketing 4.0 & IoT

Temos que gravitar nessa profusão de novas tecnologias, aplicativos revolucionários e comunicação instantânea, itens que devem ser observados e acompanhados por experts em comunicações digitais.

Tenho observado que algumas empresas do segmento de telecomunicações ainda não estão atentas com as atuais técnicas da comunicação e marketing pois, continuam imersas no mofado mundo analógico de décadas passadas.

Retirar a venda dos olhos e ter “Visão com Ação”, é necessário para observar o futuro que já está presente, curando ao que denomino de “Miopia Digital”.


*Marcius Vitale:  engenheiro, consultor, CEO da Vitale Consultoria e presidente da Adinatel – Associação dos Diplomados do Inatel www.marciusvitale.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>